7.4.17

sabor dos dias...


Quando o tempo, aquele que indevidamente chamamos nosso ganha outra escala, a escala dos outros, o sabor dos dias fica ainda mais intenso e indelével.
O dia de hoje ficará para sempre gravado no meu coração porque pudemos celebrar a vida, celebrar eucaristia com a avó Maria, apesar da sua enorme fragilidade física.
É muito interessante celebrar a liturgia de ramos e da Paixão de Cristo com alguém que se encontra acamado e em sofrimento há longos meses, mas sempre com o olhar e sorriso de esperança e com o desejo sincero de celebrar.
A Palavra concretiza-se também na vida e no sofrimento de cada um. Pelo sofrimento é-nos dada a conhecer a Salvação e, quando o nosso coração alcança para além do sofrimento acontece verdadeiramente Páscoa.

Sem comentários: