30.5.17

desafio...



Uma das perceções que tenho dos jovens com quem desenvolvo algumas atividades é a de que não estão habituados a pensar, sobretudo não estão habituados a serem confrontados com eles próprios. Um dos truques que tenho, muitas vezes suportada por dinâmicas/jogos, é levá-los a pensar sem suscitar a partilha, pois os jovens têm essa resistência natural à partilha, mas lá vão acabando por dizer que algumas questões são muito difíceis, não porque não encontram resposta, mas pela resposta que descobrem nos seus corações.
Nós próprios escudamo-nos com frequência nas agendas preenchidas e na suposta falta de tempo, para evitarmos este confronto conosco próprios, este descer à profundidade do ser e descobrirmo-nos sem qualquer maquilhagem, descobrirmo-nos tal como somos. Treinar a gratidão e desenvolver o sentido da mudança, não necessitam de elaboradas estratégias, apenas de pequenos propósitos, apenas de pequenos momentos.  
Por isso um desafio simples que podemos acolher é o de responder no final de cada dia a três simples questões:
- 3 coisas pelas quais sou grata?
- 2 coisas que hoje fiz bem?
- 1 coisa que gostaria de ter feito de forma diferente?

Sem comentários: